Pesquisar

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Gato Sagrado da Birmânia



O vencedor da semana foi o gato sagrado da Birmânia!!!!

História

Segundo a lenda, existia num templo um gato branco, de pelo comprido, que era o fiel companheiro de um sacerdote. Quando este morreu, assassinado por invasores, o gato pulou para cima do corpo de seu dono e aí ficou, para evitar que alguém se aproximasse. Nesse momento, sua pelagem foi ficando cor de creme. Os olhos dourados tornaram-se azuis e as patas, nariz, orelhas e cauda, azuis - cinzentos. Apenas os quatro pés, que estavam em contato com o corpo do defunto, permaneceram brancos.

Depois disso, todos os outros gatos criados nos templos ficaram iguais a ele. Ao que tudo indica, o Sagrado da Birmânia descende dos gatos que eram venerados como deuses nos templos budistas da Birmânia (atual Myanmar), na Ásia, no século XV. Os sacerdotes acreditavam que os fiéis retornavam à Terra na forma de gatos. Há várias descrições da chegada dos primeiros exemplares da raça à Europa.

Uma delas foi quando uma gata grávida Sagrado da Birmânia, vinda num navio para a França, única sobrevivente de todos os gatos que embarcaram , veio por volta de 1920, e assim foram cruzados os gatos consanguineamente ou com outras raças para aprimorá-lo. A raça moderna foi fundada por "Wong Mau", um Sagrado da Birmânia - levado

para os EUA em 1930 - que foi cruzado com um gato siamês.

É provável que tenha havido importações posteriores da Birmânia. Mas o fato é que em 1936 a raça já se tornara suficientemente pura para ser reconhecida nos EUA. Na França, a raça foi oficialmente reconhecida em 1952. Os selecionadores franceses incluíram na descendência o sangue dos Siameses e dos Persas brancos, este último responsável pela pelagem macia e semilonga do Sagrado da Birmânia.

A história da raça, que divergiu durante a última metade da década de 1940, produziu dois tipos distintos de Sagrado da Birmânia: o gato inglês tem um porte mais oriental, e o americano é mais robusto.


http://variousanimal.blogspot.com/

2 comentários:

  1. Bela história, além de gostar muito de bichos também sou chegado a histórias sobrenaturais e espirituais.
    Um beijão querida Iasmin!!!

    ResponderExcluir

Obrigada por ter comentado! Volte sempre!

Follow by Email

Ocorreu um erro neste gadget